top of page

Pensando em se aposentar? Entenda a importância de um bom planejamento previdenciário.

Estatisticamente, a maioria dos brasileiros não costumam planejar adequadamente sua aposentadoria. Essa prática se mostra cada vez mais perigosa, uma vez que o ato de planejar pode resultar em uma aposentadoria mais rápida e mais vantajosa ao segurado. Entenda, dessa forma, a importância de um bom planejamento previdenciário.


O planejamento previdenciário consiste em um atendimento realizado por profissional do direito previdenciário que entenda a complexidade das regras de aposentadoria. Esse serviço possui a finalidade de apresentar detalhadamente ao segurado as opções de aposentadoria que lhe abrangem, assim como garantir que se aposente mais rapidamente com o melhor valor possível.


Após a reforma da previdência, as modalidades de aposentadoria foram ampliadas, seja com a alteração das regras que se mantiveram, seja com a instituição de novas modalidades. Como exemplo, destacam-se as regras de transição, nas quais possibilitam que os segurados não se prejudiquem abruptamente com a reforma.


Com isso, verifica-se a importância de realizar um bom planejamento previdenciário para que o profissional responsável estude qual regra é mais benéfica ao segurado que deseja se aposentar.


Em seguida, será demonstrado ao segurado se ele, na presente data, já pode se aposentar, bem como, caso não o possa, quanto tempo levaria em cada regra de aposentadoria e, ainda, qual valor receberia se continuasse a receber o salário atual à data do planejamento.


As vantagens não acabam.


É necessário pontuar, ainda, que no planejamento previdenciário é analisado toda documentação pertinente aos períodos de contribuição ao RGPS (Regime geral de previdência social) e ao RPPS (Regime próprio de previdência social). Por isso, essa análise, por meio de CNIS, CTPS, GPS etc., permite conferir se a documentação está de acordo com as informações do órgão que promoverá a aposentadoria.


Ademais, na hipótese de ser um servidor público que contribuiu junto ao RGPS, é examinado, por exemplo, se o período contribuído no INSS pode ser averbado no RPPS. Isso tudo com o intuito de favorecer ainda mais a aposentadoria de quem realiza um planejamento previdenciário.


Dentre as outras diversas vantagens, o melhor caminho é procurar um advogado previdenciário, no qual informará o melhor benefício e fará entender a variedade de opções que lhe alcança.


Por fim, não se deve considerar o planejamento previdenciário como uma despesa de luxo, mas sim, como um investimento necessário que será recuperado com um melhor benefício, especificamente mais rápido, com o melhor valor e sem desconsiderar qualquer dos períodos contributivos.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page